Home
Outubro - Novembro - Dezembro - 2014
Ano XVI - nº 62

Edição nº58 » CLIQUE AQUI PARA LER OS RESUMOS DOS ARTIGOS PUBLICADOS NA EDIÇÃO 58


SESSÃO CLÍNICA
Cardiopatia em Jovem
Trata-se de um paciente de 30 anos com uma síndrome de insuficiência cardíaca congestiva com oito meses de evolução e piora progressiva ao longo da história da doença atual. Relata uso de cocaína duas vezes por semana por 12 anos, negando comorbidades, história familiar de cardiomiopatias e demais fatores de risco para doença cardiovascular.

RELATO DE CASO
Hipogonadismo Hipogonadotrófico Idiopático Associado a Micropênis
O hipogonadismo hipogonadotrófico idiopático resulta da insuficiência gonadal secundária à deficiente secreção de gonadotrofinas, sem alterações hipofisárias ou hipotalâmicas. Tal déficit tem por consequência alterações estruturais e/ou funcionais das gônadas, e, como é mais frequente no sexo masculino, o tamanho do pênis consiste na principal queixa que origina a procura por atendimento médico. Apresentamos um adolescente de 15 anos que evoluiu com ginecomastia bilateral leve, hipogonadismo hipogonadotrófico e consequente micropênis. Os exames de imagem e cariótipo não mostraram alterações: havia ausência de anormalidades anátomo-morfológicas no estudo radiológico e o cariótipo era 46 XY. O tratamento com gonadotrofina coriônica e, posteriormente, deca testosterona, resultou em evolução lenta dos caracteres sexuais secundários. O diagnóstico precoce é essencial para o sucesso do tratamento e, portanto, às implicações biopsicossociais para o paciente.

O DESAFIO DA IMAGEM
Paciente do Sexo Masculino, 63 anos, com Diagnóstico de Adenocarcinoma Pulmonar
Trata-se do caso de um paciente masculino, 63 anos, com diagnóstico histopatológico de adenocarcinoma pulmonar à esquerda por biópsia endobrônquica, que foi submetido a cintilografia de perfusão pulmonar para estimação da função pulmonar pós-operatória. Foram realizadas radiografia de tórax, tomografia computadorizada e cintilografia de perfusão pulmonar com 99mTC-MAA para esclarecimento.

RELATO DE CASO
Fenômeno de Lúcio

Os autores relatam o caso de um paciente de 67 anos previamente assintomático e sem uso de
medicações habituais que evoluiu com lesões cutâneas purpúricas e necrose de pododáctilos de início súbito evidenciando à baciloscopia e à biópsia de lesão cutânea presença de bacilos álcool-ácido resistentes, sendo, então realizado o diagnóstico de fenômeno de Lúcio.

A CONDUTA DO PROFESSOR
Estenose Aórtica Avançada

A conduta de um professor de Cardiologia em relação aos casos de estenose aórtica avançada.

SESSÃO CLÍNICA
Dor e Edema em Perna

Trata-se do caso de um paciente masculino de 77 anos, hipertenso, queixando-se de dor e edema na perna esquerda. Em seguida passou a apresentar também calor e rubor no local. O caso foi levado para discussão em sessão clínica da 10ª Enfermaria do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle, da UniRio.

RELATO DE CASO
Isquemia Cerebral em Paciente Jovem causada por Trombocitemia Essencial
Mulher, branca, 28 anos, apresentando quadro súbito de isquemia cerebral, sem causa aparente, com hemiplegia que reverteu em algumas horas. Os exames laboratoriais descartaram as trombofilias hereditárias, as colagenoses e as síndromes antifosfolipídios, mas demonstraram trombocitose mantida. A pesquisa molecular realizada detectou a mutação JAK 2 V617F, e a biópsia de medula óssea foi compatível com trombocitemia essencial. O tratamento inicial foi realizado com AAS em baixas doses, com boa resposta.

RELATO DE CASO
Diagnóstico Tardio de Comunicação Interatrial
Relatamos e discutimos o caso clínico de paciente de 59 anos de idade, do sexo feminino, que apresentava dispneia progressiva e sopro sistólico, com diagnóstico tardio de comunicação interatrial ostium secundum. O diagnóstico foi confirmado pela ecocardiografia transesofágica. Indicou-se correção cirúrgica, em função do quadro clínico e presença de repercussão hemodinâmica.

 


faça o download em PDF da edição completa


2021 - Copyright - Laura Bergallo Editora Desenvolvido por: Corbata